Com quem você (Provedor de Internet) se confessa? Com o Padre?

Atualizado: Abr 23


Entenda um pouco mais sobre o fluxo de Fusões e Aquisições

Qual é o futuro do seu provedor de internet? Assim como tantos outros profissionais da área de Telecomunicações, passei muito tempo refletindo em busca dessa resposta. Algumas pessoas nascem predispostas a imaginar o futuro antes que ele aconteça, outros preferem criá-lo. Você deve decidir se irá prever, criar ou apenas seguir a manada após tudo começar a se concretizar. Sim, estou falando da consolidação no mercado de ISPs.


Alguns empresários, sonham com o dia em que irão vender sua empresa, outros, a amam como se fosse um filho e não querem se desfazer de maneira alguma de sua “criança”, porém, qual a outra alternativa além de passar a empresa para novos donos? Seja em um modelo de sucessão com seus filhos (onde na maioria das vezes não querem seguir na área) ou na venda para algum investidor, sim sua empresa que foi construída abaixo de maus tempos, noites em claro, muito trabalho duro, suor e lágrimas, terá que ser repassada. Mas não se engane, não é porque você irá vender, que deve deixar a operação desabar, ao contrário, se você fizer isso, nem investidores nem seus filhos irão ficar na operação, só resta a última saída: fechar as portas!


Após esta reflexão, o empresário busca auxílio de um advisor de M&A (Mergers and Aquisitions). O cenário muda, afinal suas confissões não serão mais ditas a um padre, sim, o advisor assume quase este papel em seu “confessionário”, onde a confiança é algo que flui ao natural após algumas “seções” de conversa. A empresa escolhida para fazer a intermediação, onde na minha opinião é: “Uma das etapas mais importantes na vida de um empresário”, deve conhecer a fundo sobre o seu negócio para poder lhe assessorar da melhor maneira possível. O advisor separa uma equipe de especialistas selecionados a dedo dentre os melhores, para assim obter o sucesso no seu negócio.


Durante a consultoria, o “padre” arruma a “noiva” para o casamento. É um processo longo, requer muita dedicação e envolvimento da alta direção da empresa, mesmo após a empresa estar operante a anos e possuir um bom nível de gestão, inicia-se o processo de revisão de todos os modelos de contratos utilizados pela empresa, é feita uma auditoria interna para mapear possíveis problemas que serão encontrados pelo “noivo” no momento da Due Diligence, os contratos com a concessionária são colocados em dia evitando possíveis multas e cortes dos cabos de fibra óptica, o planejamento tributário da operação é revisto por especialistas do advisor, que elabora uma tese jurídica e tributária sobre o modelo escolhido pela diretoria, os equipamentos comprados sem procedência são substituídos por equipamentos com ANATEL e com todas as notas fiscais, todo o investimento em rede é redesenhado por uma empresa especialista elaborando um laudo de avaliação de ativos onde o mesmo servirá de base para o lançamento destes investimentos no Balanço e ativo imobilizado do provedor, todos os colaboradores são regularizados dentro dos padrões trabalhistas e estão realizando com perfeição todos os processos internos conforme a certificação internacional de gestão da qualidade ISO 9001:2015, a contabilidade é auditada por uma big four trazendo mais segurança aos números da empresa, tudo está em ordem!


Então chegou o momento de iniciar uma negociação, os devidos acordos de confidencialidade são assinados para proteger todos das informações sigilosas que serão apresentadas, as negociações começam, propostas e contrapropostas são feitas, alinhando as expectativas entre os dois extremos o advisor procura um denominador central e os direciona para as melhores propostas. O MOU (Memorandum Of Understanding) é criado documentando e registrando o entendimento de ambas as partes, são acertados os últimos detalhes até a finalização da Due Diligence e contrato final, chegou a hora de assinar, um filme começa a passar pela cabeça do empresário, de quando ele começou aquele pequeno negócio, contratando o link de internet e construindo uma antena nos fundos de sua casa para revender aos vizinhos através de rádios Wireless 2.4Ghz ou cabeamento, começou a lembrar da alta procura e demanda de seus serviços devido ao péssimo atendimento das grandes operadoras, viu seu negócio crescendo, passando noites em claro configurando seu “pequeno datacenter”, resolvendo problemas de queimas de equipamentos durante as tempestades, mudanças de tecnologia para fibra óptica, alto investimento, sempre na luta, até chegar naquele momento crucial que seria um grande divisor de águas em sua vida. A caneta “BIC” que ele segura enquanto olha para o espaço reservado a sua assinatura, pesa apenas 0,3 gramas, porém em sua mão, a sensação de peso é de 1 tonelada, ele olha para o lado esquerdo e está sua esposa e filhos, do lado direito o advisor que acompanhou ele durante todo o processo, ouviu suas confissões e arrumou a noiva em seus mínimos detalhes para aquele momento. O TED está na conta, e o mais novo milionário completa um dos ciclos mais importantes em sua carreira empreendedora, a venda de sua criação para que ela possa ter continuidade em outras mãos.

Co-Founder Vispe Capital

Chief Operating Officer IPv7 Tecnologia

www.ipv7.com.br

www.vispe.com.br

+55 (51) 9.9225-3742

+55 (51) 3300-7777


#Valuation #M&A #Provedordeinternet #Telecomunicações #ISP #FTTH

3 visualizações

Inscreva-se agora!

©2020 por VC Negociações Empresariais